Amigdalectomia

AmigdalectomiaA Amigdalectomia ou Tonsilectomia consiste no procedimento cirúrgico realizado para a remoção das amígdalas palatinas. Pode ser realizada como procedimento isolado, ou combinada a outros procedimentos como a retirada da adenóide (adenoidectomia) e a cauterização dos cornetos nasais. A Amigdalectomia é realizada através da cavidade oral, sem a necessidade de cortes ou incisões externas. Através do espaço da boca e da garganta, o cirurgião realiza a dissecção e remoção das amígdalas. Pode ser feita com o uso de instrumentos tradicionais (“a frio”) ou com o uso da radiofrequência (coblation). A Amigdalectomia é feita sob anestesia geral e tem duração média de 1 hora. O paciente geralmente tem alta no mesmo dia, devendo permanecer em repouso relativo por 2 semanas. A dor no pós operatório pode ser intensa, e é controlada com analgésicos apropriados. A dieta nos primeiros dias deve ser líquida e pastosa com temperatura fria.

As principais situações em que está indicada a realização da Amigdalectomia são:

– Roncos com a presença de apnéia que sejam causados por amígdalas aumentadas (hipertrofia de amigdalas).
– Amigdalites de repetição – infecções recorrentes das amígdalas, que não melhoram com tratamento clínico convencional.

Não existe uma idade mínima para a realização da Amigdalectomia. Entretanto, a maioria das crianças são operadas a partir dos dois anos de idade.

Todas as informações fornecidas neste website têm caráter meramente informativo, com o objetivo de complementar, e não substituir, as orientações do seu(sua) médico(a).